Ao longo da história, o ser humano sempre teve a necessidade de contar o tempo. Seja por meio da posição do sol no horizonte ou dos tipos de relógios que foram surgindo, essa necessidade sempre se fez presente.

Pensando nos vários tipos de relógios que já foram inventados, decidimos criar esta lista, que conta fatos sobre os principais modelos e os motivos pelos quais foram tão importantes em suas épocas. Ficou interessado? Então acompanhe!

Relógio de sol

Esse foi o primeiro modelo de relógio inventado pelo homem. Os relógios de sol mais antigos que se tem registro foram usados por astrônomos do Egito (em 3500 a.C.) e da Babilônia (1500 a.C.).

Ele é bem parecido com o relógio que vemos hoje, mas em vez de ponteiros rodando por meio de engrenagens, temos a projeção da sombra criada pelo Sol.

Essa sombra é criada com uma haste, que fica presa na base do relógio, chamada Gnômon. Essa base tem os números de um a doze, como os relógios de hoje, que representam as horas e os minutos.

Relógio de água

Comumente chamada de clepsidra, o relógio de água tem dois recipientes sobrepostos. Um deles fica na parte de cima, contendo algum líquido, e o outro fica na parte inferior, vazio, com uma escala de níveis no lado de dentro.

Para medir o tempo, observa-se o líquido passando do recipiente superior para o inferior por meio de uma abertura. É possível saber quanto tempo passou por meio da escala do frasco de baixo.

A clepsidra mais antiga foi descoberta por Karnak, em 1904, e data da era do faraó Amenófis III (1400 a.C.).

Relógio de areia

Também conhecido como ampulheta, o relógio de areia é feito de dois recipientes cônicos — ou semi — e transparentes, ligados por um buraquinho com a medida certa para contar o tempo. Dependendo do tamanho do orifício e da ampulheta em si, ela pode medir, por exemplo, uma hora, 30 minutos ou mesmo 15 segundos.

O relógio de areia surgiu mais ou menos na mesma época que o de água, e ambos foram muito utilizados durante navegações e assim que surgiram os telefones, para contar o tempo das chamadas.

Relógio de bolso

Esse foi o primeiro relógio portátil da história — inventado por Peter Henlein, em Nuremberg, na Alemanha, por volta do ano de 1500.

Esse relógio tinha formato de um ovo, era mecânico e funcionava por 40 horas seguidas ao ser dado corda. Quando essas 40 horas passassem, era necessário dar corda novamente.

Relógio de pulso

Sendo o mais popular entre os relógios que citamos aqui, o relógio de pulso foi inventado no fim do século XIX pela empresa Patek Phillippe.

Em 1904, o joalheiro Louis Cartier apresentou, sob encomenda de seu amigo Santos Dumont, um relógio amarrado a uma pulseira de couro, popularizando seu uso entre homens — antes disso, era uma peça exclusivamente feminina.

Esse é um relógio mecânico, que funciona por meio de uma bateria trocada de tempos em tempos. A energia dessa bateria faz com que o mecanismo funcione gradativamente, contando as 24 horas do dia.

Relógio digital

Esse é um relógio versátil e pode ser encontrado em vários modelos — de parede, de pulso, despertadores e até em eletrodomésticos.

Seu funcionamento se assemelha ao do relógio de pulso, e ele também depende de uma carga elétrica liberada por uma bateria. A diferença é que o relógio digital precisa de um cristal piezoelétrico, que gera pulsos a uma frequência constante e conta as 24 horas do dia. A indicação das horas aparece em um visor (normalmente de LED, pois exige menos da bateria).

Relógio personalizado

De todos os tipos de relógios, ainda existem os que são personalizáveis. Esses normalmente vêm com a parte que tem o relógio em si (a máquina) destacada da pulseira, como os da Moov.

Assim, ao adquirir um relógio personalizável, a pessoa escolhe a máquina com o fundo que mais gostar e várias pulseiras diferentes para combinar com os looks.

Gostou de saber mais sobre os tipos de relógios? Para ter um relógio personalizável para chamar de seu, entre em contato conosco!